segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Metroviários adiam greve para a próxima quarta-feira

18/10/2010 - Correio Braziliense

A categoria pode suspender a paralisação se houver um acordo com a direção do Metrô durante reunião nesta segunda

Os metroviários decidiram adiar, novamente, a paralisação. A decisão ocorreu em assembleia realizada no domingo (17/10), e foi motivada por uma reunião de sexta-feira (15/10), em que a direção do Metrô-DF e um representante do governo discutiram pontos de reivindicação com a categoria. De acordo com o diretor de saúde do trabalhador do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários do Distrito Federal (Sindmetro), Luciano Costa, apenas três pontos puderam ser discutidos na sexta e, por isso, a empresa pediu que os outros setes fossem debatidos durante uma outra reunião nesta segunda-feira (18/10) às 14h.

Por conta dessa reunião, a categoria decidiu adiar a greve para a meia noite de quarta-feira (20/10). Na última sexta, foram discutidos três pontos, entre eles, a contratação do aprovados no concurso público de 2009, criação de uma comissão para fazer o levantamento de funcionários do Metrô e a criação de um novo edital para concurso público no 1º semestre de 2011. "Como a pauta é extensa e tem dez reivindicações, ficaram sete para serem debatidas na reunião de hoje", afirma.

Após a discussão com o Metrô e o governo, os metroviários se reunirão nesta terça-feira (19/10), às 20h, na Praça do Relógio, para decidir se decretam ou não a greve. "Caso não haja avanço nas negociações, a categoria vai optar pela greve. Mas vamos garantir os 30% do efetivo e da frota funcionando. Não queremos prejudicar a população", explica Luciano.

Segundo Luciano Costa, a paralisação é motivada, principalmente, devido à urgência da necessidade da nomeação dos concursados para o quadro de servidores da empresa. "Nossas reivindicações são uma forma de oferecer mais segurança e qualidade no serviço prestado à população", garante o diretor de saúde do trabalhador do Sindmetro.

Atualmente, o Metrô é utilizado por mais de 150 mil usuários diariamente e, de acordo com o Sindicato, a expectativa é de que no próximo ano o número dobre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário