terça-feira, 19 de abril de 2011

Incidente no Metro

19/04/2011 - Metro DF

Nota à Imprensa

No último sábado, dia 16.04, registrou-se a partir da comunicação de um usuário do metrô, a existência de uma pessoa armada e, aparentemente, embriagada no carro 2 ou 3 do trem 28, na estação 114 sul do Metrô - DF.

Diante desta informação, o Centro de Controle Operacional acionou o Corpo de Segurança Operacional das estações seguintes deixando-os em alerta e pedindo reforço da Policia Militar para auxiliar na verificação da ocorrência.

O suspeito foi localizado e reagiu à abordagem dos seguranças, ameaçando atirar. Diante da ameaça e da possibilidade real de um incidente mais grave, os seguranças preferiram agir com cautela. O suspeito aproveitou a parada do trem na estação Metropolitano para fugir do local.

O episódio não foi registrado pelas câmeras do circuito fechado de TV do Metrô.
Nunca houve câmeras instaladas dentro dos vagões. O Circuito Fechado de TV do Metrô foi contratado em 2009 e tem como objetivo principal o acompanhamento de fluxo de usuários nas estações. Isso permite a ação rápida para a resolução de eventuais problemas operacionais. A gravação de imagens, entretanto, não é uma rotina deste sistema.
A atual gestão do Metrô DF, consciente da existência de novas tecnologias, já determinou a realização de estudos para a modernização do equipamento, incluindo a gravação sistemática do fluxo de passageiros.

Ass. De Comunicação do Metrô - DF

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Governo suspende contrato com Brasmetrô após suspeita de superfaturamento

06/04/2011 - Correio Braziliense, Noelle Oliveira, Juliana Boechat

A Secretaria de Transporte anunciou nesta quarta-feira (6/4), a suspensão do contrato com o Consórcio Brasmetrô, que foi responsabvel pelas obras e manutenção no metrô por quase 20 anos. A partir de agora, as obras para expansão do meio de transporte terão de ser licitadas. A decisão foi tomada após um relatório do Tribunal de Contas do DF apontar indícios de superfaturamento desde o início da construção do metrô, em 1992. A suspensão também foi recomendada pela Corregeoria-Geral do DF.

Entre as novas obras que terão de ser licitadas estão a de expansão, que prevê a construção de cinco novas estações, duas em samambaia, duas em ceilandia, e uma na assa norte.

Procurado pela reportagem do Correio Braziliense, o Metrô-DF afirmou que só vai se manifestar após notificação.

Superfaturamento

Há suspeita de superfaturamento de quase R$ 100 milhões nas obras e nos serviços de manutenção. O Tribunal encontrou indícios de gastos abusivos nas obras do trecho de Taguatinga-Ceilândia, com pagamento de R$ 11,7 milhões a mais, e nas estações 102 sul, 112 sul e Guará, de R$ 14,2 mulhões.

Saiba mais...

Tribunal de Contas do DF investiga suspeita de superfaturamento no Metrô

A maior parte dos gastos que extrapolam os valores previstos foi constatada nos serviços de manutenção e apoio ao sistema metroviário, que somam R$ 85,4 milhões. O Consórcio Brasmetrô recebeu quase R$ 5 bilhões pelo contrato e já utilizou  R$ 4.768 bilhões, mas das 29 estações previstas no projeto original, quatro ainda nao foram entregues : PP2 (EQS 104/105), PP3 (EQS 106/107), PP5 (EQS 110/111) e Onoyama (Taguatinga).

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Superfaturamento do metrô DF pode passar dos R$ 100 milhões

06/04/2011 - MaisComunidade.com

A comissão de fiscalização de obras e serviços de engenharia do Tribunal de Contas fez um pente fino em tudo o que já foi gasto com a implantação do sistema do metrô, desde 1992 até o ano passado. Em obras recentes e contratos de manutenção, os inspetores apontaram indícios de gastos muito acima dos valores médios de mercado.

De acordo com o relatório, as obras custaram quase R$ 5 bilhões em valores atualizados. O documento revela que no trecho Taguatinga - Ceilândia, fiscalizado pela Controladoria-Geral União, teria havido um superfaturamento de R$ 11,7 milhões.

De acordo com a análise dos inspetores, as obras das estações da 102 Sul, 112 Sul e Guará, apresentaram evidências de superfaturamento de R$ 14,2 milhões. Além disso, o Tribunal de Contas também investigou os valores gastos com serviços de manutenção e apoio à operação do metrô a partir de 2001. Resultado: superfaturamento que chegou a R$ 85,4 milhões.

A assessoria do metrô informou que ainda não recebeu o relatório do Tribunal de Contas e só vai se manifestar quando tiver em mãos o documento oficial.

terça-feira, 5 de abril de 2011

Cartoes antigos nao serao mais aceitos

05/04/2011 - Metro DF

Medida é válida a partir de 1° de maio
 
O novo sistema de bilhetagem do Metrô-DF estará totalmente implantado a partir do dia 1° de maio. A partir dessa data, nenhum cartão antigo será aceito. Os novos cartões diminuem o tempo nas filas, disponibilizam novos locais para aquisição de viagens e garantem a integração com outros modais de transportes (ônibus, VLP e VLT).

O Metrô-DF vem implantando o sistema desde o começo do ano. Em fevereiro, começou a distribuição dos novos cartões para estudantes em seis estações – Galeria, Águas Claras, Guará, Terminal Ceilândia, Ceilândia Centro e Terminal Samambaia. O problema é que muitos estudantes ainda não providenciaram a troca e o prazo final para recadastramento para quem não deseja enfrentar filas mais tarde, é no dia 22 de abril. “A partir daí”, informa o Chefe do Departamento Financeiro e Comercial do Metrô-DF, Paulo Eduardo Medeiros de Moura, “o sistema não vai mais reconhecer os cartões antigos. Com isso, quem ainda não providenciou o seu, poderá enfrentar filas para fazer a troca.”

Para fazer o cadastramento, é necessário que o interessado – tanto do cartão do estudante quanto do cartão múltiplo – acesse o site do Metrô-DF, no endereço www.metro.df.gov.br e clique no selo do cartão correspondente a seu caso, localizado à direita da página. A partir daí, basta seguir as instruções. Um horário será agendado para o usuário comparecer a uma das estações do metrô. Tanto o cartão do estudante, como o cartão do idoso e o de gratuidade conterão foto para melhor identificação.

Informações ou dúvidas: Central de Atendimento ao Usuário do Metrô-DF, no telefone 3353-7373 ou pelo e-mail atendimentoao usuario@metro.df.gov.br.