sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Marconi mostra proposta para agilizar trem Goiânia-Brasília

19/11/2015  – ANTP – São Paulo/SP

O governador Marconi Perillo propôs nesta quarta-feira ao presidente da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Jorge Bastos, em Brasília, prioridade absoluta para construção de um trem de passageiros ligando Goiânia a Brasília. A sugestão apresentada pelo governador, como forma de viabilizar a obra, é a elaboração de projeto executivo que prevê a construção de forma modular.

Na primeira fase seria construída uma linha férrea ligando Goiânia a Brasília, exclusivamente para o transporte de passageiros. Numa segunda etapa seria instalado um ramal para Águas Lindas, integrações com o sistema de transporte urbano do Entorno de Brasília e, por último, a viabilização do transporte de cargas, com uma possível ligação da linha com a Ferrovia Norte-Sul e a Ferrovia de Integração Centro-Oeste (Fico).

O governador pediu urgência na elaboração do projeto executivo, que deverá apresentar as contrapartidas financeiras de Goiás, Distrito Federal e União. “É preciso deixar claro qual é o montante de recursos que caberá a cada um dos entes federativos”, argumentou Marconi.

Durante a reunião na ANTT, foi apresentado a ele o projeto de viabilidade econômico-financeiro da ferrovia. De acordo com os dados técnicos, o transporte somente de passageiros é hoje mais viável do que a combinação com transporte de cargas, porque exigiria um aporte de recursos mais em conta.

O estudo revelou também que o transporte de cargas só se viabilizaria se forem construídos ramais para ligá-la a outras ferrovias, como a Norte-Sul. A previsão é de que 90 milhões de passageiros ao ano utilizariam a ferrovia, cujo trajeto proposto seria: Goiânia, Anápolis, Águas Lindas, Brasília e Santo Antônio do Descoberto. Caso seja incluído o transporte de cargas, o projeto de viabilidade técnica concluiu que serão necessárias Parcerias Público Privadas (PPPs).

A princípio seriam construídas estações em Goiânia, Anápolis, Águas Lindas, Brasília e Santo Antônio do Descoberto. O governador sugeriu na reunião a construção de pelo menos mais uma estação, entre Abadiânia e Alexânia, para aumentar a função social da ferrovia.

“Esse projeto é prioridade absoluta”, disse o governador ao presidente da ANTT, ressaltando que a elaboração do projeto executivo e sua consequente licitação vão permitir que a União, Goiás e o Distrito Federal saibam quanto devem investir na obra. O presidente da ANTT, Jorge Bastos, afirmou que será apresentado em breve ao governador o projeto técnico na modelagem proposta por Marconi.

Ainda na ANTT, cobrou solução para o problema dos acessos ao novo aeroporto de Goiânia, com a construção de mais um viaduto na BR-153. Ouviu do presidente da ANTT que as obras já foram licitadas e devem começar em breve. Marconi lembrou que corre-se o risco de se terminar a obra física do novo terminal sem que sejam concluídos os acessos.