terça-feira, 16 de junho de 2015

Governador pede pressa na construção do metrô na Asa Norte

15/06/2015 - Fato Online

Em meio a tantos imbróglios políticos e financeiros, levar o metrô até a Asa Norte virou prioridade para o governo do Distrito Federal. O próprio chefe do Executivo, Rodrigo Rollemberg (PSB), tem encabeçado a cobrança pelo "máximo de agilidade possível" nesse processo. 

Diante da sensação de que o governo ainda não engatou, fazer os trilhos chegarem ao lado norte da Capital Federal, concretizando uma das principais promessas de campanha, está sendo encarado como a grande aposta nesta virada de semestre. 

Ao Fato Online, o presidente do Metrô-DF, Marcelo Dourado, garantiu que "não vai demorar muito" para a população da Asa Norte receber o que define como "excelente notícia". "A população pode confiar: teremos novidades muito em breve", disse. 

Edital nas próximas semanas 

A primeira estação na Asa Norte será construída na altura da Galeria do Trabalhador e próximo ao Hran (Hospital Regional da Asa Norte). O edital deve ser lançado nas próximas semanas, reforça Dourado, e a assinatura da ordem de serviço para início das obras está prevista para o ano que vem, seguindo os trâmites burocráticos da Lei de Licitações. 

A etapa inicial do metrô na Asa Norte custará cerca de R$ 70 milhões e ficará concluída, se tudo caminhar bem, em três anos. "Os trilhos vão chegar à Asa Norte ainda neste governo. O projeto vai sair, finalmente vai sair", insistiu Dourado, um idealista do modal ferroviário desde os tempos em que comandou a Sudeco (Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste). 

Metrô na UnB 

Dourado confirmou ao Fato Online que em vez de a segunda estação da Asa Norte ser construída na altura da quadra 102, como previsto inicialmente, o próximo ponto de parada será construído na 107 Norte, justamente para atender à enorme demanda da UnB (Universidade de Brasília). "Prefiro ser otimista. Ainda neste governo, alunos da UnB que moram em Ceilândia ou em Samambaia, por exemplo, poderão ir à universidade de metrô", previu. 

No total, são previstas oito estações na Asa Norte. Já as duas cidades do lado sul citadas por Dourado – Ceilândia e Samambaia – devem ganhar mais duas estações cada, de acordo com o cronograma de expansão do metrô. "Estamos nos preparando para mudar a lógica do transporte público", comentou. 


Fonte: Fato Online
Publicada em:: 15/06/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário